Voltar 30 de Maio de 2011

Novos instrumentos para o Projeto “Orquestra em Ação”


Novos instrumentos para o Projeto “Orquestra em Ação”

A Associação Amigos da Orquestra de Ji-Paraná recebeu neste fim de semana novos instrumentos musicais que vão complementar o trabalho do Projeto Orquestra em Ação que atende com aulas gratuitas de música uma média de 600 jovens, adolescentes e pessoas da comunidade em três escolas públicas da cidade, oferecendo ainda formação de vários grupos musicais, inclusive a formação da orquestra com 50 integrantes.

Através do recurso financeiro assegurado por emenda parlamentar do deputado Euclides Maciel, a Associação de Amigos da Orquestra comprou um trio de tímpanos, quatro clarinetas, dois afoxés, duas flautas transversais, uma trompa, um piano elétrico, duas guitarras, dois contrabaixos elétricos e uma banqueta para piano. “É importantíssima essa parceria, especialmente com o deputado Euclides Maciel, que reconhece a importância da cultura em nosso estado e em nosso país. Procuramos sempre otimizar e fazer o melhor com o  recurso que recebemos, para atender assim a um  maior número de alunos, sempre com qualidade”, disse uma das coordenadoras e voluntária do projeto, Solange Gurgacz.

Preciosidade
Os instrumentos que mais chamaram a atenção dos alunos que participaram da entrega oficial na Sala de Música Villa-Lobos na Escola José Francisco, foram os tímpanos. Eles são instrumentos musicais de percussão tocados tradicionalmente com pelo menos dois tambores e usados principalmente em orquestras, apesar de que nem todas as orquestras do Brasil dispõem de instrumentos como esse, por isso a novidade no Projeto Orquestra em Ação em Ji-Paraná despertou curiosidade dos alunos e professores.

“É lindo o som dele,  é de fato um instrumento de percussão maravilhoso que golpeado por baquetas produz diversos sons que podem ser afinados pelo executante. Sendo assim, não é simplesmente bater, é um instrumento que tem tonalidade e nele podemos fazer a leitura de partitura. A gente só vê isso em televisão, lá em São Paulo, Rio de Janeiro e aqui em Rondônia agora é uma realidade. “Vai somar muito, e fazer a diferença na orquestra”, falou entusiasmado o professor de percussão do Projeto Orquestra em Ação, Nei de Lima.

“O processo de crescimento da Associação Amigos da Orquestra é gradativo. Nós estamos a quase oito anos trabalhando intensivamente sempre contando com o apoio de empresas amigas da cultura como Eucatur, Curso de Comunicação, jornalismo-Ulbra, Gráfica Lider, Sistema Gurgacz de Comunicação Lojas Tropical, Melissa e Mel/Vitaderm, Gramazon, Jitur, TokDesign, Duart Som, UNIR, Ponto de Cultura-Governo de Rondônia-Ministério da Cultura, além de contar com pessoas da comunidade que trabalham como voluntárias no Projeto Orquestra em Ação. 


Mais recurso
O deputado Euclides Maciel garantiu para ainda este ano, novo recurso para a compra de instrumentos de sopro e para o próximo ano, recurso para colaborar com pagamento de jovens monitores que além de estudar no projeto, poderão ganhar para ajudar alunos iniciantes no aprendizado e ter a certeza de poder continuar a estudar música. ”A orquestra precisa de instrumentos, mas também necessita de investimento para manter os jovens no projeto, mas como é que ele vai trabalhar cuidando de criança se ele não tem um salário? Ano que vem investirei ainda mais no Projeto Orquestra em Ação através do pagamento de alguns monitores que ficarão a disposição da Associação”, garantiu Euclides Maciel.


Novidades
A Associação de Amigos da Orquestra realizará a I Oficina de Tímpano do Estado de Rondônia no período de 21 a 25/06/2011 na Sala de Música Villa- Lobos, na Escola José Francisco e será ministrada pela professora Paraguassú do Rio de Janeiro, com o objetivo de reforçar a estrutura da orquestra, disse Maria aparecida, também coordenadora do Projeto Orquestra em Ação.

“A maioria das pessoas pensam que formar uma Orquestra é de um dia para o outro, mas o processo é gradativo. São vários anos de dedicação e o aluno não deve parar de estudar música, e eles, em sua maioria são empenhados, falta-lhes às vezes, o tempo para essa dedicação. Um ponto importante a destacar é a falta de professores de música com formação, metodologia e didática para dar aulas. Acreditamos que esse problema será amenizado através da parceria do Projeto Orquestra em Ação com o curso de Licenciatura em Música que será oferecido pela Universidade Federal de Rondônia em Ji-Paraná. Vale ressaltar que outro problema ainda persistirá, a escassez de recurso para manutenção do projeto, incluindo aí, o pagamento de professores e espaço físico disponível para a realização das aulas. Nesse quesito, estabelecemos uma parceria com o curso de Arquitetura e Urbanismo da ULBRA através do Professor Daverson e sua equipe para planejar uma grande escola de música em Ji-Paraná, afinal necessitamos dessa estrutura”, finalizou Solange Gurgacz.

Fonte: Projeto Orquestra em Ação

Agende uma Visita
Como Colaborar
Depoimentos
Flashback

Apoiadores

Melissa Mel
SGC
Epa Encadernações
Carvalho e Porto
Governo de RO