Voltar 04 de Dezembro de 2013

Orquestra em Ação receberá apoio do Criança Esperança em 2014


Orquestra em Ação receberá  apoio do Criança Esperança em 2014
No último dia 26 em cerimônia no Espaço Tom Jobim, Rio de Janeiro, o Projeto  Orquestra em Ação foi apresentado para ser apoiado pelo Criança Esperança que beneficiará em todo território nacional mais de 45 mil pessoas em 2014.
 
O Criança Esperança é um projeto da Globo em parceria com a UNESCO que tem como objetivo mobilizar a sociedade brasileira em torno da garantia de direitos de crianças e jovens. Todo ano a campanha mobiliza pessoas  para doarem recursos, que são aplicados em projetos sociais em todo o Brasil.
 
Para o Diretor de Comunicação da Globo Sérgio Valente o Criança Esperança tem dois focos importantes. "O primeiro é a certificação de projetos, um selo de qualidade a mais, que comprova a seriedade do trabalho desenvolvido. O segundo é disseminar na sociedade o espírito de solidariedade", explicou.
 
O Projeto Orquestra em Ação, além do apoio de várias empresas de Rondônia, receberá recurso arrecadado na campanha do Criança Esperança. Ele é desenvolvido pela Associação de Amigos da Orquestra de Ji-Paraná /Rondônia, uma ONG, sem fins lucrativos,  já atendeu cerca de 3 mil alunos nestes últimos 10 anos, tem como área de cobertura  com unidades educacionais, os bairros Nossa Senhora de Fátima, Santiago, Rio Urupá e Dom Bosco, em Ji-Paraná, atua em parceria com escolas públicas Rio Urupá e José Francisco e três comunidades católicas Mãe dos Migrantes, Nossa Senhora de Fátima e Divino Espírito Santo,  que cedem salas de aula para ministrar os cursos. Também atua em outros municípios do Estado levando espetáculos através de concertos da Filarmônica Orquestra em Ação e outros grupos musicais da AAO. 
 
O Projeto  oferece ensino gratuito de música à comunidade com  público-alvo formado por crianças e jovens, a quem ministra o conhecimento musical através do Projeto Orquestra em Ação. Atualmente são ministradas aulas de  teoria musical, história da música e prática instrumental (erudita e popular), além de formar grupos musicais diversos (orquestra, camerata, quartetos, etc.). Um diferencial relevante é a melhora do desempenho desses jovens no estudo formal, além do aprimoramento de sua conduta social.
 
Para Solange Gurgacz, que esteve presente na cerimônia no Rio de Janeiro, e a equipe de coordenação do projeto, a Música é ferramenta de formação e burilamento do caráter, pelas características que lhes são peculiares; disciplina, método e observação. O exercício musical estimula a criatividade, aflora os talentos e induz o raciocínio, oferecendo aos jovens uma ocupação sadia e a possibilidade da profissionalização, integrando-os familiar e socialmente. Seu propósito é contribuir para o aprimoramento cultural e inclusão social da comunidade através da arte, permitindo a livre manifestação dos talentos e a conquista da dignidade.
 

Fonte: Assessoria de Comunicação / Orquestra em Ação

Agende uma Visita
Como Colaborar
Depoimentos
Flashback

Apoiadores

Melissa Mel
SGC
Epa Encadernações
Carvalho e Porto
Governo de RO